Um navio de guerra proveniente da parte ocupada de Chipre barrou, na semana passada, um barco italiano na proximidade da zona económica exclusiva (ZEE) da República de Chipre, onde decorrem prospeções de gás natural, informa o Politis.

O navio italiano Odin Finder, que deveria participar numa operação de imersão de fibra ótica submarina para ligar Chipre a outros países do Mediterrâneo, foi bloqueado pelo navio turco e, por fim, viu-se obrigado a retirar-se. Nicósia denunciou este ato junto das embaixadas americana e italiana.

Trata-se do terceiro acidente do género em três meses, comenta o diário. A Turquia não reconhece os acordos de fronteiras marítimas estabelecidos entre Chipre e os países vizinhos e ameaçou mobilizar navios de guerra se as perfurações de gás natural começassem na ZEE.