Cover

O Supremo Tribunal de Itália deverá anunciar, a 31 de julho, o seu veredito sobre o último recurso do antigo primeiro-ministro Silvio Berlusconi contra a sua condenação por fraude fiscal.

Se for mantida a condenação por ter comprado ilegalmente direitos para a sua rede televisiva Mediaset, o tribunal poderá confirmar a sentença de quatro anos de cadeia e cinco anos de inabilitação para cargos públicos, o que pode enfurecer o seu partido, o Povo da Liberdade (PdL), e pôr em risco a frágil coligação de Governo entre o PdL e o Partido Democrático.

O procurador público pediu, a 30 de julho, uma redução da sentença para um ano de cadeia e três anos de inabilitação, o que permitiria que Berlusconi concorresse ás eleições de 2015, escreve La Repubblica.