Cover

O Banco Central e o Ministério da Finanças de Chipre anunciaram, a 8 de agosto, que o fim do controlo e das restrições à circulação de capitais, imposto no passado mês de março, irá decorrer em duas fases, cada uma das quais com duas etapas.

A primeira fase, explica Politis, arranca em setembro e irá prolongar-se até meados de novembro e prevê a supressão progressiva das restrições às transações no interior da República do Chipre.

A segunda fase, agendada para março de 2014 e com uma duração de cerca de um mês, prevê a supressão dos limites aos levantamentos e a supressão progressiva das restrições às transações transfronteiriças.

Esta última depende, no entanto, dos progressos registados com a aplicação da agenda estabelecida ontem pelo Ministério das Finanças e com o restabelecimento da confiança dos depositantes no sistema bancário cipriota, nota o diário de Nicósia.