Cover

O Presidente romeno Traian Băsescu declarou no dia 12 de agosto que 2013 será o último ano em que os políticos húngaros poderão agir como bem lhes entender na Roménia, adianta o Jurnalul Național.

Băsescu interveio depois de o chefe do partido de extrema-direita húngaro Jobbik, Gábor Vona, ter afirmado numa visita a Harghita, na Transilvânia, que o seu partido iria defender os direitos e interesses da minoria húngara desta região da Roménia, entrando em conflito com esta última se necessário.

O Estado, diz o Presidente, “tomará a iniciativa de voltar a colocar Budapeste no seu lugar”, uma vez que “este ano, os políticos húngaros ultrapassaram os limites”. Este acrescentou que “a política agressiva de Budapeste” contra os países vizinhos, onde vivem as minorias húngaras – nomeadamente a Eslováquia e a Roménia – incomoda imenso estas últimas.