Cover

O secretário de Estado austríaco dos Assuntos Europeus e Internacionais, o conservador Reinhold Lopatka (ÖVP), pediu para “Bruxelas entregar alguns poderes aos Estados nacionais”, noticia Die Presse.

“Em certas áreas, como a política social e de emprego, a colaboração europeia não faz qualquer sentido [...] tendo em conta os diferentes níveis de rendimento”, explicou.

Lopatka “junta-se, assim, ao coro de líderes europeus que, nas últimas semanas, defenderam abertamente a ideia de se reapropriarem de algumas competências da UE”, escreve o diário. Tratam-se de lideres de governos conservadores, como o primeiro-ministro britânico David Cameron, “a chanceler alemã Angela Merkel [e] o primeiro-ministro holandês Mark Rutte”.