Cover

O líder do Partido Povo da Liberdade, Silvio Berlusconi, vai retirar o seu apoio ao Governo de coligação liderado pelo Partido Democrático do primeiro-ministro Enrico Letta antes da reunião de 9 de setembro que vai decidir se o antigo chefe do governo perde o seu lugar no Senado por ter sido condenado por fraude fiscal, escreve La Repubblica.

A decisão de Il Cavaliere, que foi condenado no mês passado a quatro anos de prisão e o proibiu de voltar a ocupar cargos públicos por ter sido considerado culpado de fraude fiscal, pode derrubar a frágil coligação.

Se o Governo cair, as “eleições poderão realizar-se já a 24 ou 25 de novembro", acrescenta La Repubblica.