Depois de surgirem novas alegações de espionagem por parte dos Estados Unidos, três eurodeputados pedem a suspensão do Programa de Deteção do Financiamento do Terrorismo (TFTP), um acordo que autoriza a União Europeia a partilhar dados financeiros com os Estados Unidos para identificar fundos utilizados para financiar atos terroristas, escreve o EUobserver.

As novas acusações, feitas em primeiro lugar pelo canal de televisão brasileiro Globo TV e que se baseiam em documentos divulgados pelo antigo agente da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden, sugerem que a NSA andava a vigiar em segredo a petrolífera estatal brasileira Petrobras e o gigante das transferências bancárias, Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication, mais conhecido por SWIFT.

Os eurodeputados liberais belga, Guy Verhofstadt, e a holandesa Sophie in t'Veld, e ainda o eurodeputado verde alemão, Jan Philipp Albrecht, estão a tentar convencer a Comissão Europeia a interromper o acordo sobre a troca de informações até que os Estados Unidos deem explicações sobre o assunto. O site de informação acrescenta:

A UE aprovou o acordo do TFTP com os Estados Unidos, em 2010, sob condição das regras de privacidade serem cumpridas. A Comissão declarou, na altura, que o acordo incluía garantias de proteção de dados que limitavam o uso das informações recolhidas pelos Estados Unidos.