Cover

A 16 de setembro, o comissário europeu para a Concorrência e vice-presidente da Comissão Europeia, Joaquín Almunia declarou, em Barcelona, que “a parte separada não é membro da União Europeia”. Por seu lado, a porta-voz da Comissão, Pia Ahrenkilde, afirmou que “um Estado independente será um Estado terceiro em relação à UE”.

Numa altura em que a questão da independência da Catalunha está novamente em debate em Espanha, o diário de Barcelona escreve que

a Comissão Europeia não quer ultrapassar o plano estritamente jurídico e não político para avaliar as consequências de uma eventual independência da Catalunha, que insiste em classificar como “questão de organização interna e constitucional” de um Estado-membro.