Cover

O PSD, partido de centro-direita do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho sofreu uma humilhante derrota nas eleições autárquicas de 29 de setembro, com o próprio líder a reconhecer que o resultado é uma “derrota nacional” e o “pior resultado” da história do partido, escreve o Público.

Segundo os resultados provisórios, o principal partido da oposição, o Partido Socialista, conseguiu 36% dos votos, ganhando 134 municípios, enquanto o PSD e as coligações em que participou conseguiu apenas 31% e 96 municípios. Os independentes ganharam onze Câmaras Municipais, incluindo a do Porto, a segunda maior cidade de Portugal. A maior derrota do PSD aconteceu na Madeira, outrora bastião do PSD, onde o partido perdeu sete dos seus onze municípios.

No seu editorial, o Público conclui:

Esta manhã, a maioria acordará enfraquecida e dividida (...). A penalização eleitoral rouba-lhe força para continuar a impor políticas de austeridade e retira-lhe margem para negociar com a troika.