Cover

O gabinete nacional de investigação finlandês (KRP) abriu um inquérito por branqueamento internacional de dinheiro contra Leonid Reiman, antigo ministro russo das Comunicações, entre 2004 e 2008, revela o Helsingin Sanomat.

Segundo a polícia finlandesa, Reiman terá transferido para a empresa cipriota Albany Investment e para a IPOC International Growth Fund, uma empresa offshore sedeada nas Baamas, mais de onze milhões de dólares (mais de oito milhões de euros), provenientes da atividade de telecomunicações russas na época em que era ministro, através do grupo finlandês Sekom.

As autoridades americanas e das Ilhas Virgens Britânicas há muito tempo que suspeitam que Reiman, próximo do Presidente russo Vladimir Putin, controla ilegalmente uma parte do setor de telecomunicações russas, através da IPOC.