Cover

A 15 de outubro, os ministros das Finanças da UE adotaram oficialmente o Mecanismo Único de Supervisão, primeiro pilar do plano de união bancária.

No entanto, El Economista noticia que os ministros das Finanças adiaram a decisão que diz respeito aos “elementos-chave” do plano, um mecanismo de resolução e quem paga em caso de falência de um banco, uma vez que a UE quer evitar que os contribuintes sejam responsáveis pelas perdas dos bancos.