Cover

A proposta de orçamento que Espanha apresentou à Comissão Europeia, a 17 de outubro, prevê cortes no montante de 17,5 mil milhões de euros em 2014 e 2015, noticia El País.

Estes “dois anos a mais de duros cortes” orçamentais serão repartidos entre os municípios e as regiões e serão feitos “em pleno período eleitoral”, antes das eleições regionais e locais, acrescenta o diário. Trata-se de aumentos de impostos, de vendas de ativos e da supressão de alguns serviços públicos.

El País escreve que apesar da proposta orçamental prever um défice de 5,8% do PIB em 2014 e de 4,2% em 2015, traz melhores perspetivas de crescimento para os dois anos seguintes, com um aumento do PIB de 1,2 e 1,7% respetivamente.