Cover

Neste 23 de outubro, “o Parlamento Europeu poderá dar o mais forte sinal até hoje lançado por uma instituição europeia em resposta às escutas ilegais” realizadas pelos serviços secretos norte-americanos, noticia o Trouw.

Depois de ter aprovado, a 22 de outubro, um projeto de regulamentação sobre a proteção de dados privados na Internet, os eurodeputados deverão votar a suspensão da troca de dados bancários com os Estados Unidos no quadro do tratado Swift. Uma retaliação em resposta à violação do tratado por Washington, segundo o qual só podem ser consultados os dados bancários de pessoas suspeitas de terrorismo. O jornal Trouw escreve, no entanto, que se tratam apenas

de pequenos passos que não darão insónias aos americanos. Por outro lado, se o Parlamento votar, de facto, a suspensão do Swift, caberá à Comissão [Europeia] propor a medida.