Cover

Mais um conflito polaco-russo, escreve o jornal Dziennik Gazeta Prawna na sequência dos incidentes de 11 de novembro, quando durante a Marcha da Independência, participantes nacionalistas mascarados subiram o muro da embaixada da Rússia, em Varsóvia, queimaram a guarita da guarda, entoando slogans antirrussos.

O diário faz a lista dos atuais temas sensíveis entre a Polónia e a Rússia, incluindo a relutância de Moscovo em permitir alterações na organização de gestão de gás EUROPOL (a Polónia quer substituir os seus representantes na empresa de gestão conjunta), o escudo antimísseis (baterias antimísseis norte-americanas SM-3 poderão vir a ser colocadas na Polónia até 2018), bem como as restrições comerciais russas à importação de carne polaca.

Depois das manifestações, Moscovo convocou o embaixador polaco na Rússia e a embaixada russa em Varsóvia exigiu um pedido de desculpas por escrito e o pagamento dos danos causados. “A Rússia nunca perde uma oportunidade para retratar a Polónia como uma país russofóbico”, acrescenta o jornal DGP.