Cover

A 14 de novembro, o primeiro-ministro do Liechtenstein, Adrian Hasler, anunciou que o Principado assinará, na próxima semana, um acordo multilateral sobre a assistência administrativa em matéria de fiscalidade.

Declarou que o seu país “considera que a troca automática em matéria de fiscalidade será a norma internacional do futuro”, acrescenta o Volksblatt.

O Liechtenstein quer iniciar as negociações sobre a instauração da troca de dados com os países do G5 (Alemanha, Espanha, Itália, Reino Unido e França) e diz estar disposto a participar ativamente nas discussões da OCDE para pôr em prática essa estratégia e propor uma solução alternativa para os Estados que não podem aplicar esta medida, acrescenta o diário.