Cover

O ministro da Economia esloveno Stanko Stepišnik abandonou as suas funções a 20 de novembro. O governante estava a ser posto em causa por causa de um financiamento do seu Ministério à Emo-Toolbox, empresa de que é um dos proprietários.

“O descontentamento e a indignação da opinião pública era absolutamente insustentável para Stepišnik e para o Governo em geral”, sublinha o Delo.

Mas, apesar de o diário afirmar que a demissão de Stepišnik embaraça menos a primeira-ministra Alena Bratusek do que a do ministro das Finanças, sublinha que este caso “confirma que [os políticos] não fazem a distinção entre as funções de empresário e as de alto responsável do Estado”.