Cover

O recentemente refundado partido de Silvio Berlusconi, Forza Italia, abandonou a coligação governamental a 26 de novembro e votou contra o orçamento de 2014, num voto de confiança apresentado pelo executivo.

Apesar da oposição deste partido, o orçamento foi aprovado com uma maioria confortável de 171 votos a favor e 135 contra, no Senado, escreve o Corriere della Sera, acrescentando que o verdadeiro motivo por trás da hostilidade do partido é a votação do Senado, marcada para 27 de novembro, sobre a expulsão de Berlusconi e consequente perda de imunidade, que o antigo primeiro-ministro tentou desesperadamente bloquear. No editorial, o Corriere della Sera acrescenta:

Não é apenas um voto de não-confiança no Governo. É a aplicação literal da frase “depois de mim o dilúvio”. […] E o país que vá para o inferno.