Cover

As eleições europeias podem oferecer uma escapatória inesperada aos problemas de Silvio Berlusconi no seu próprio país, titula o jornal Libero: o antigo primeiro-ministro poderá candidatar-se a um lugar de eurodeputado, contornando assim a proibição de atividade política de que foi alvo em Itália como consequência da condenação por fraude fiscal.

Yane Yanev, líder do partido de centro búlgaro RZS, ofereceu a Berlusconi um lugar na lista de candidatos. “Ele é muito popular aqui, seria certamente o vencedor”, disse Yanev, acrescentando que “seria um excelente defensor dos interesses da Bulgária em Bruxelas”.

Se fosse eleito, Berlusconi também voltaria a gozar de imunidade parlamentar que perdeu em conjunto com o seu lugar no Senado italiano, evitando, assim, a possibilidade de ser preso no âmbito de outros processos que ainda decorrem contra ele nos tribunais.