Cover

A primeira-ministra da Eslovénia, Alenka Bratušek, encontrou-se com o seu homólogo russo, Dmitri Medvedev, em Moscovo, a 10 de dezembro, para uma conversa sobre o desenvolvimento do gasoduto South Stream para o sudeste da Europa.

Ambos reafirmaram que mantêm o apoio ao projeto, noticia o Delo, depois de, na semana passada, a UE o ter criticado fortemente, ameaçando com um processo legal se o gigante da energia russo Gazprom, que faz parte do consórcio que está por detrás do plano, não cumprir as regras da União Europeia.

Mas o jornal Delo sublinha que o projeto traz grandes benefícios económicos e estratégicos para a Eslovénia.

O gasoduto está planeado para cerca de 266 quilómetros e tem o preço estimado de mil milhões de euros, tornando-o, de longe, o maior investimento russo na Eslovénia.