"Finalmente, saiu a nova lei laboral", anuncia o diário estónio Eesti Päevaleht. O diploma liberaliza grandemente as condições de despedimento: o patrão pode limitar-se a mandar ao empregado um SMS ou uma mensagem de correio electrónico com uma "comunicação de despedimento". "Hoje, uma coisa é clara", comenta o jornal. "As relações nos locais de trabalho vão ser tensas como as cordas bem esticadas de um instrumento, uma vez que o despedimento é agora muito mais fácil e com custos muito menores." A lei parte do princípio de que empregadores e assalariados são parceiros em pé de igualdade e de que é tudo uma questão de negociação. «Fácil de dizer mas difícil de fazer", considera o Eesti Päevaleht. "Um empregado sem conhecimentos jurídicos básicos e sem técnica de negociação arrisca-se a ficar numa situação difícil."