Cover

Espera-se que na reunião de hoje, 20 de dezembro, o Conselho Europeu aprove um plano com 38 medidas para combater a imigração ilegal para a UE, escreve The Malta Independent.

Na sequência da tragédia de Lampedusa, em que morreram mais de 300 imigrantes ilegais que tentavam chegar à UE quando o barco em que viajavam se afundou, na costa italiana, a 3 de outubro passado, foi criado um grupo de trabalho especial.

No entanto, escreve o diário, a lentidão da burocracia da UE é frustrante para Malta, uma vez que a ilha pediu ajuda urgente à UE para combater a [onda de trabalhadores ilegais](4041581] que chegam aos portos de Malta.