Cover

No dia 25 de agosto, o primeiro-ministro Manuel Valls apresentou a demissão do seu executivo, após ter sido objeto de ataques por parte de alguns dos seus ministros no passado fim de semana e de vários deputados da maioria, que criticam sobretudo a sua política de austeridade económica, que consideram responsável pela falta de crescimento e pela persistência do desemprego, realça o Libération.

No entanto, segundo o diário,

Apesar deste contexto, François Hollande e Manuel Valls decidiram não efetuar qualquer alteração à política atual, por acharem que as medidas adotadas desde 2012 ainda não produziram os seus efeitos. Além disso, encarregaram a União Europeia de adotar as medidas necessárias para o crescimento. O suficiente para alimentar um debate que ameaça degenerar numa crise política.

Logo após a sua demissão, Valls recebeu instruções de Hollande para formar um novo Governo, que deverá anunciar na terça-feira.