Cover

“O espetro de uma nova recessão na UE manifestou-se claramente ontem nos mercados financeiros. As ações europeias sofreram uma forte queda nos últimos meses”, escreve o El Mundo. “A Alemanha fez soar o alarme esta semana ao reavaliar as suas previsões de crescimento para valores drasticamente mais baixos, o que levou a uma diminuição histórica dos rendimentos obrigacionistas”, acrescenta o diário espanhol. Além disso,

o FMI alertou contra a provável diminuição da atividade das principais economias europeias. O risco de uma potencial estagnação generalizada na zona euro aumentou com a situação económica complicada da França e da Itália. Os Governos franceses anteriores não souberam inverter a tendência: a economia francesa não consegue recuperar a sua competitividade e o Governo de Manuel Valls está a ter dificuldades em implementar um programa de reformas.