Cover

Instrumento de campanha eleitoral antes das eleições presidenciais do dia 2 de novembro, colocadas em causa pelo Parlamento, o estatuto da religião está em queda na Roménia. Ainda que a igreja se encontre no topo das instituições nas quais os romenos confiam, a tendência é descendente.

Segundo uma sondagem citada pelo diário de Bucareste Adevărul, se em março de 2013 o número de romenos que confiava na igreja estava na ordem dos 70 por cento, hoje em dia caiu para 62 por cento.

O diário romeno observa ainda que

os políticos utilizam sem qualquer vergonha a igreja na campanha eleitoral, algo que a compromete uma vez mais.

Além disso, no Parlamento já foi elaborado um projeto de lei que visa a substituição da religião por um curso opcional de ética e cultura cívica nas escolas. Os especialistas propõem um curso combinado de história das religiões e de ética.