Cover

Neste 27 de janeiro, o Den divide a sua primeira página em dois. A primeira metade é dedicada ao ataque contra a cidade de Mariupol, no este, que provocou 105 mortos e 12 feridos no dia 24 de janeiro e que o Governo ucraniano atribui aos rebeldes pró-russos. Segundo o Den, os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE vão reunir-se no dia 29 de janeiro para decidir novas sanções contra a Rússia e para “exigir a aplicação plena e imediata dos acordos de Minsk*”, informa o diário de Kiev.

A segunda metade da primeira página é consagrada ao 70.º aniversário da libertação do campo de extermínio nazi de Auschwitz-Birkenau, na Polónia, pelo Exército Vermelhos, também conhecido como Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Aqui, recorda o jornal, “foi assassinado um milhão e meio de pessoas”. O Den também informa que as cerimónias organizadas pelo Governo polaco são assinaladas pela crise na Ucrânia: o presidente russo Vladimir Putin não foi convidado, ao contrário do seu homologo ucraniano, Petro Poroshenko, uma vez que Varsóvia sublinhou que o campo foi libertado pelos soldados da primeira frente ucraniana do Exército Vermelho.