É uma vitória para os defensores do ambiente. A Alemanha, a Áustria e a Suiça abandonaram o projecto de construção da barragem de Ilisu, no sudeste da Turquia. Dois anos depois de se terem envolvido neste projecto fortemente criticado, no valor de 1300 milhões de euros e que incluía a construção de uma central hidroeléctrica, barragens e reservatórios em regiões sensíveis, os Governos anulam as suas garantias de exportação, porque "a Turquia não respeitou suficientemente as suas obrigações em matéria de ambiente, preservação dos bens culturais e reinstalação da população que vive no local", escreve o Frankfurter Rundschau. "É um acto sem precedentes na Alemanha", congratula-se este diário. Os protestos firmes de ONG, artistas e ecologistas levaram ao cancelamento dos créditos. O FR reconhece, porém, que a Turquia irá sem dúvida obter os fundos necessários junto de outras fontes. "David não venceu Golias. Mas, pelo menos, fê-lo tropeçar."