Cover

“Lukachenko: ditador no banco dos réus”, faz manchete no Independent, pelo segundo dia a malhar no homem forte da Bielorrússia. Com centenas de pessoas que se sabe terem sido presas e torturadas, depois de ter ordenado medidas enérgicas e brutais da polícia contra uma manifestação da oposição em 19 de dezembro, a associação britânica dos direitos humanos H20 Law diz que vai promover uma acusação particular e uma ação civil contra Alexander Lukachenko. “A empresa representa a Free Belarus Now [Libertem já a Bielorrússia], um grupo de pressão criado pelas famílias de políticos da oposição, militantes e jornalistas que foram detidos durante a repressão à manifestação. […] Os advogados esperam que uma acusação particular possa conduzir a uma autorização de detenção de Lukachenko e seus sequazes.” Os investigadores dos direitos humanos entrevistaram centenas de ativistas detidos a seguir às eleições presidenciais disputadas em dezembro passado. Descobriram que “tortura, espancamentos e condições desumanas de detenção são comuns”.