Cover

Após uma semana de apreensão em redor da central nuclear japonesa de Fukushima, chega o “europânico”, constata La Razón. O diário espanhol reclama "bom senso perante a crise nuclear" e critica as declarações do Comissário europeu para a Energia, Gunther Oettinger, que evocou "o apocalipse" e garantiu, "sem entrar em pormenores", que algumas centrais não respeitam regras de segurança "mais exigentes". Uma atitude "inaceitável" e "um descrédito para a Europa e para a instituição que ele representa", denuncia La Razón, que critica também o silêncio do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, pois, "numa instituição colegial, quem não fala consente".