Cover

“Estala a revolta sobre a prescrição curta”, é o título de La Repubblica, um dia depois do acalorado debate, na Câmara de Deputados, sobre a lei que encurta a duração da prescrição (e, por isso, também a duração do processo), e que, se for aprovada, anula milhares de processos em curso – entre os quais aqueles em que o chefe do Governo, Silvio Berlusconi, é acusado de corrupção. Várias centenas de pessoas manifestaram-se contra o Governo, frente à Câmara, atirando moedas e insultos aos ministros que passavam. “É o preço, intolerável, que Berlusconi quer obrigar os italianos a pagarem”, comenta o diário de oposição romano: “para lhe garantirem a impunidade, têm que renunciar à justiça”. Ao mesmo tempo, escreve o jornal, Berlusconi estava na ilha de Lampedusa, que atravessa uma crise humanitária provocada pelo desembarque de milhares de refugiados vindos do Norte de África. Prometeu aos desesperados habitantes tirar dali os imigrantes ilegais e anunciou-lhes que ele próprio acabava de comprar uma casa na ilha.