Aquilo que, há alguns anos, era encarado como uma provocação é agora bem aceite. De 1 a 3 de Agosto, dezenas de membros da organização cristã alemã Ackermann Gemeinde vão reunir-se em Pilsen, no que será o primeiro encontro de alemães dos Sudetas, na República Checa. *"As relações germano-checas registaram uma mudança significativa**"*, comenta o Respekt. *"Do lado checo, não há protestos: apenas silêncio",* salienta este semanário de Praga, que recorda que a Ackermann Gemeinde, desde a sua fundação em 1946, sempre se distinguiu pela sua atitude. Enquanto a maior parte das organizações de alemães expulsos da Checoslováquia após a II Guerra Mundial exigiam indemnizações, esta procurou estabelecer laços de amizade com os checos, falando abertamente dos crimes nazis.