Cover

"A presidência sueca tenciona anunciar oficialmente, no próximo Outono, o falhanço da Estratégia de Lisboa", refere o Dziennik , citandoum relatório do Handelsblatt de Düsseldorf. O projecto, aprovado há 10 anos, visava a transformação da UE na principal economia competitiva mundial em 2010. Entrevistada pelo diário de Varsóvia, Ann Mettler, directora do Instituto do Conselho Europeu de Lisboaem Bruxelas, disse que a agenda falhou porque os Estados-membros abandonaram demasiado depressa o seu principal objectivo que era a competitividade. Em vez disso, decidiram estimular o crescimento económico para garantir a prosperidade europeia. Esta alteração de interesses ficou a dever-se ao facto de só alguns Estados-membros reunirem condições para corresponder aos objectivos da competitividade que eram atingir uma taxa de emprego de 70% e investir 3% do PIB na inovação e no desenvolvimento.

A Suécia, à semelhança de Espanha, que irá assumir a presidência da UE em 2010, planeia agora centrar todas as atenções no desenvolvimento de tecnologias ecológicas que vão passar a ser o ‘êxito das exportações’ da UE, refere o Dziennik.