Após dois dias de subida de juros das obrigações entre grandes temores sobre a solvência de Espanha, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, pediu “prudência” aos líderes europeus. Mario Draghi, do Banco Central Europeu, bem como o Governo alemão foram aconselhados a não fazerem declarações públicas sobre questões da economia espanhola.

Cover

Rajoy contra-ataca – La Razón

Segundo o diário de Madrid, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy lembrou o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, que os representantes de Espanha “não falam sobre ninguém”. Durante a campanha para as próximas eleições presidenciais, o Presidente francês manifestou publicamente as suas dúvidas quanto à solvência de Espanha, e referiu a má gestão do antecessor de Rajoy, José Luís Zapatero.

Cover

Sarkozy não ajuda – ABC

O diário belga de língua flamenga lamenta que a crise, “que dominou a zona euro durante mais de dois anos, pareça estar de volta, mais forte do que nunca”.

Cover

Crise do euro: regresso à estaca zero – De Morgen

O diário de Londres lamenta a enorme onda de “migração interna”. Segundo um novo estudo, quase 19 mil mulheres procuraram ajuda do Estado para encontrarem acolhimento de emergência entre 2008 e 2009, mostrando um aumento, até então escondido, de violência doméstica que obriga estas “migrantes” a saírem das suas próprias casas.

Cover

Fugir da agressão – The Independent

O presidente Traian Basescu chamou o novo ministro do ambiente, Attila Korodi, ao Palácio Cotroceni, a sua residência oficial, para assinar a reabertura das minas de ouro e cobre de Rosia Montana e Rosia Poieni, para ajudar na luta pela economia nacional. Para grande desgosto dos ambientalistas, que protestam desde março.

Cover

Roménia vs Cotroceni FC – Jurnalul Naţional

Raymond Aubrac, uma das figuras míticas da Resistência Francesa, morreu na noite de 10 de abril, aos 97 anos. Nascido numa família de comerciantes judeus, participou na criação de um dos oito movimentos que constituíram o Conselho Nacional de Resistência. A sua coragem e façanhas contra a Gestapo, acompanhado pela mulher, Lucie Aubrac, que morreu em 2007, com 92 anos, tornaram-se temas de lenda e de filme.

Cover

Resistir: Raymond Aubrac 1914-2012 – Libération