“Nº 10 [de Downing Street] admite divórcio na coligação à medida que o fosso aumenta”

Publicado em 17 Maio 2013 às 10:58

Cover

Membros do partido conservador começam a pensar num plano de emergência para o caso de Nick Clegg, o parceiro de coligação governamental, não conseguir impedir os liberais-sociais do seu partido de abandonarem o executivo, em 2015, no final do mandato.
Um dos cenários defende que o primeiro-ministro David Cameron deve formar um Governo minoritário com apoio limitado dos liberais-democratas, escreve The Times.
Estas informações chegam no final de uma semana difícil para a coligação, com os liberais-sociais, quase todos pró-europeus, a oporem-se a ala eurocética do partido conservador, numa altura em que a questão da pertença do Reino Unido ocupou as principais notícias da semana.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico