Eurodeputados aprovam “taxa Tobin”

Publicado em 24 Maio 2012 às 12:23

No mesmo dia em que os líderes dos países-membros se encontraram em Bruxelas para uma cimeira extraordinária sobre o crescimento, o Parlamento Europeu aprovou a taxa sobre as transações financeiras, também conhecida como taxa Tobin, por 487 votos (152 contra e 46 abstenções). “A resolução comum do Parlamento – cujo parecer é apenas consultivo – aprovou uma proposta da Comissão Europeia apresentada em setembro de 2011”, lembra La Tribune, que explica que o diploma só entrará em vigor no final de 2014. Para o diário económico francês,

o projeto da Comissão prevê a introdução de uma taxa sobre as transações financeiras em toda a UE, de 0,1% para as ações e obrigações e de 0,01% sobre os outros produtos financeiros. [Esta medida] pode gerar cerca de 57 mil milhões de euros, se for aplicada em toda a UE.

O que não é um dado adquirido, escreve o jornal:

Nove países, entre os quais a Alemanha e a França, defendem a sua introdução. Mas outros, como o Reino Unido, opõem-se-lhe por temerem que esta taxa não favoreça a deslocalização de ativos financeiros.

O primeiro-ministro britânico deixou, até, estalar a sua cólera durante a cimeira, como escreve o Telegraph, citando David Cameron:

A taxa sobre as transações financeiras é uma má ideia: […] fará aumentar o custo das pensões e provocará a perda de muitos empregos. Esta taxa vai tornar a Europa menos competitiva e combatê-la-ei, custe o que custar.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico