“‘Façam voltar a educação sexual à escola’”

Publicado em 24 Maio 2013 às 09:33

Cover

O Conselho nacional da educação opõem-se ao Tribunal Constitucional, que decidiu, a 22 de maio, suspender as aulas de educação sexual nas escolas primárias e secundárias por causa de um “vício de forma”.
Segundo o Tribunal, o Governo tinha de consultar as associações de pais antes de introduzir essa cadeira no programa escolar. O Conselho defende que não cabe aos pais decidirem o conteúdo dos programas escolares e que o Estado deve defender os valores e ir para além dos interesses particulares.
O jornal Jutarnji List escreve que o Tribunal apreciou o recurso das associações de pais próximas da Igreja Católica com uma rapidez invulgar. O diário explica esse facto com a “onda conservadora” apoiada pela Igreja. As associações próximas da Igreja Católica estão atualmente a exigir um referendo para que seja inscrita na Constituição a definição de casamento como a união exclusiva entre um homem e uma mulher. Já reuniram cerca de 400 mil assinaturas.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico