Paul Kagame no banco dos réus

Publicado em 27 Agosto 2010 às 11:30

Cover

“Kagame acusado de genocídio” titula o De Standaard, que, tal como Le Monde, teve acesso a um projecto de relatório da ONU sobre os abusos cometidos entre 1998 e 2003, na região dos Grandes Lagos, pelo exército do actual Presidente ruandês, Paul Kagame e pelos rebeldes do antigo presidente congolês Laurent Kabila. Segundo o relatório, as “incriminações, uma vez provadas perante um tribunal competente, podem ser qualificadas como genocídio”. O jornal sublinha que Kagame, recentemente reeleito, “exerceu uma forte pressão sobre a ONU para que a palavra ‘genocídio’ não seja mencionada” na versão definitiva do relatório, que deverá ser publicado no início de Setembro.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico