Primeiras páginas de hoje

Publicado em 5 Julho 2012 às 10:28

Segundo informações do diário francês Le Figaro, a França e a Alemanha vão propor a criação do cargo de ministro do euro, nomeada par um mandato de cinco anos e que não poderá ser ministro no seu próprio país, ao contrário do que agora acontece com o presidente do Eurogrupo.

Cover

Mais poderes para o Senhor Euro? – Luxemburger Wort

As economias europeias deverão beneficiar de um estímulo, há muito esperado, se o BCE diminuir a taxa de juro diretora em um quarto de ponto, o que a levaria pra 0,75%. Um recorde.

BCE baixa taxas de juro para estimular economia – The Irish Times

Duas semanas depois de ter sido nomeado para a chefia do governo, Antonis Samaras recebe pela primeira vez os representantes da Comissão Europeia, do BCE e do FMI e vai tentar conseguir um abrandamento das condições impostas como contrapartida à ajuda financeira ao seu país.

Cover

Primeiro-ministro encontra-se com a troika – I Kathimerini

O tribunal de Madrid aceitou investigar uma queixa apresentada pelo partido da oposição União, Progresso e Democracia (UPyD, com cinco lugares no Parlamento espanhol) sobre alegações que incluem fraude, falsa contabilidade e administração fraudulenta. O juiz do tribunal vai investigar o Bankia, o seu presidente e 33 membros do conselho, incluindo o ex-diretor do FMI Rodrigo Rato.

Cover

O fim da impunidade – El Periódico de Catalunya

“Depois desta descoberta o mundo nunca mais voltará a ser o mesmo”, escreve a Gazeta Wyborcza um dia depois de a Organização Europeia para a Investigação Nuclear (CERN) ter apresentado os resultados da investigação que confirmam a existência do tão sonhado bosão de Higgs, uma partícula hipotética que ajuda a explicar porque é que as partículas elementares têm massa.

Cover

Massa divina – Gazeta Wyborcza

“Demorou mais de 50 anos e custou 2600 milhões de libras. Agora, o bosão de Higgs foi descoberto por fim — e pode começar um novo capítulo na nossa compreensão do universo”, escreve o jornal.

Cover

Eureka! – The Independent

Viver numa habitação camarária passa a ser considerado uma forma de rendimento, o que pode levar à perda de prestações sociais, como o rendimento mínimo de inserção (RSI).

Cover

Milhares de habitantes de bairros sociais em risco de perderem RSI – Público

Categorias

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!