“Trabalhadores destacados – europeus prontos a policiarem”

Publicado em 10 Dezembro 2013 às 11:14

Cover

A 9 de dezembro, os ministros europeus do Trabalho chegaram a acordo sobre a luta contra os abusos no recurso aos trabalhadores destacados.

“Não está ganho, tão profundas parecem ser as divergências dentro da União Europeia”, afirma La Tribune, que lembra que há dois campos em confronto: o Reino Unido e os países da Europa Central e Oriental de um lado; a França e a Alemanha, a que finalmente se juntou a Polónia, de outro. No entanto, sete países votaram contra este acordo de que ainda não se conhecem os pormenores.

O diário económico explica o espírito das novas alterações:

Os países poderão fixar livremente a lista dos documentos exigidos a uma empresa estrangeira que queira destacar trabalhadores para o seu território e os empreiteiros e os subempreiteiros serão solidariamente responsáveis em caso de fraude.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico