Um resgate vantajoso para Bruxelas

Publicado em 11 Maio 2011 às 12:00

Cover

"Subida da Euribor penalizou taxa de juro", afirma o título do Público, que acrescenta que a taxa de juro que Bruxelas irá cobrar a Lisboa pelos empréstimos de 52 mil milhões de euros (os restantes 26 mil milhões serão financiados pelo Fundo Monetário Internacional) variarão entre os 5,5% e os 6% – uma taxa mais elevada do que a devida pela Grécia (pouco acima dos 4%) e semelhante à devida pela Irlanda (5,8%) – por causa do aumento do preço do dinheiro no mercado. Essa taxa foi anunciada pelo comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, Olli Rehn, depois de a Comissão ter dado luz verde ao programa de ajuda financeira a Portugal. Este diário de Lisboa salienta que a taxa exata será fixada pelos ministros das Finanças europeus, em 16 de maio, data em que se espera esteja aprovada a totalidade do programa. Outro diário português, o Correio da Manhã, acrescenta que Bruxelas lucrará 1,3 mil milhões de euros por ano com o empréstimo.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico