“30,1%-26,1%. E agora, o que fazer?”

Publicado em 13 Maio 2013 às 11:34

Cover

Nas eleições legislativas antecipadas de 12 maio, o GERB (conservador) do primeiro-ministro cessante Boiko Borissov obteve 30,1% dos votos, que se traduzem em 98 lugares (de um total de 240) no parlamento. Os Socialistas (oposição) de Serguei Stanichev conseguiram 26,1% e 86 lugares. Os outros dois partidos a ultrapassarem a barreira dos 4% foram o MDL, que representa a minoria muçulmana do país (33 lugares) e os ultranacionalistas do Ataka (23 lugares).

Apenas três meses depois da queda do Governo, em consequência de uma vaga de manifestações contra a pobreza, o país está novamente num impasse político, sublinha o Standart, para quem “a constituição do novo Governo será um quebra-cabeças difícil”, uma vez que nenhum dos partidos obteve votos suficientes para formar governo sozinho e todos os partidos excluíram a possibilidade de uma aliança com o GERB.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico