Crise da dívida

A China salvadora

Publicado em 22 Dezembro 2010 às 11:08

Cover

"Crise do euro, com a chegada da China", titula La Tribune, que refere as declarações do vice-primeiro-ministro chinês, Wang Qishan, por ocasião de uma minicimeira económica sino-europeia, a 21 de dezembro. Wang Qishan afirmou que Pequim irá ajudar determinados Estados-membros da UE a combater a crise da dívida soberana, pondo à frente "o interesse fundamental da China e da UE no reforço da sua cooperação". "Pequim acompanha com alguma preocupação o desenrolar dos Conselhos Europeus que tentam, desde o início de 2010, acalmar os mercados",observa La Tribune, adiantando que não atua desinteressadamente, "pois a UE é o principal parceiro comercial" da China: "em 2009, por um euro de exportações chinesas para a Europa, as empresas europeias realizavam na China uma receita de 1,4 euros".

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico