A “geração sida” acusa o Estado

Publicado em 24 Janeiro 2011 às 11:09

Cover

Dois jovens da “geração sida” exigem ao Estado romeno que reconheça oficialmente a sua responsabilidade pela contaminação, por HIV, de muitos milhares de crianças, entre 1988 e 1992. O Adevărul conta a história destes dois jovens, hoje com 21 e 22 anos, cujas vidas foram mudadas para sempre pela “mistura de incompetência médica com a indiferença e a falta de meios materiais” que caracterizou o sistema de saúde romeno no fim do regime comunista. O diário explica que “o fenómeno romeno”, como escrevia naquela época a imprensa estrangeira, atingiu especialmente os recém-nascidos que eram vacinados “em cadeia” com a mesma seringa e as crianças dos orfanatos, que recebiam transfusões de sangue para corrigir os efeitos da malnutrição.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico