Ucrânia-Rússia

“A Ucrânia fraternal tornou-se milionária”

Publicado em 18 Dezembro 2013 às 11:16

Cover

Enquanto as manifestações pró-europeias continuam em Kiev, o Presidente russo Vladimir Putin reuniu-se com o Presidente ucraniano Viktor Ianoukovitch no Kremlin, no dia 17 de dezembro.
Chegaram a um acordo sobre a redução drástica do preço do gás russo entregue à Ucrânia” (passando de mais de 400 dólares para 268,5 dólares por cada 1000 m3) a partir do dia 1 de janeiro e até 2019, bem como sobre uma ajuda económica sob a forma de uma compra, “pela Rússia, de dívida soberana ucraniana por 15 mil milhões de dólares”, cerca de 10900 milhões de euros, adianta o Kommersant.
O diário de Moscovo acrescenta que os dois homens desejam “implementar uma zona de comércio livre (mas não entre a Ucrânia e a UE)[…], o que exclui qualquer outra possibilidade em relação à União Europeia."
O Kommersant recorda que o contrato de gás em questão é o mesmo que, em 2009, levou o ex-primeiro-ministro ucraniano Iulia Timochenko a ser condenado por abuso de poder.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico