Banco Dexia nacionalizado ao mais alto custo

Publicado em 10 Outubro 2011 às 11:43

Cover

“Jogo de póquer com dinheiro dos contribuintes”, lemos namanchete dtre De Morgen. O jornal flamengo anuncia que os governos francês, belga e luxemburguês chegaram a acordo sobre o desmantelamento do banco Dexia, no dia 9 de outubro. O Estado belga deverá assumir o controlo total do Dexia Banque Belgique (DBB), a entidade belga do estabelecimento especializado na banca de retalho, por um valor de quatro mil milhões de euros. *"Um preço considerado 'razoável'*", observa L’Echo, que cita o ministro das Finanças, Didier Reynders: "A Bélgica queria três mil milhões, a França [queria cedê-la por] oito…”. Apesar de esta valorização se situar no valor mais baixo, o Estado federal deverá “ser fiador de 50 a 60 mil milhões de euros pelas potenciais perdas dos investimentos tóxicos do Dexia”, colocados no banco. A Bélgica será fiadora de 60,5% deste “bad bank”, enquanto a França fiará 36,5% e o Luxemburgo 3%. "Alguns economistas alertam para a degradação da notação da Bélgica e, conseguintemente, para um aumento da dívida soberana”, observa De Morgen, que alerta: “Os contribuintes belgas arriscam-se a pagar um custo elevado pelo resgate do Dexia”. No dia 8 de outubro, a notação belga foi colocada sob vigilância negativa pela agência de notação Moody’s.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico