“Imposto de Chipre leva os nossos milhões. Isto tem de parar”

Publicado em 19 Março 2013 às 10:36

Cover

A Eslováquia vai contribuir com €80 milhões para o resgate de €10 mil milhões ao Chipre decidido pelo Eurogrupo a 16 de março, mas exige que o memorando de entendimento contenha uma cláusula sobre uma troca de informações mais ativa entre o Chipre e as autoridades fiscais da UE”, escreve o Pravda.
Os resgates da UE são uma questão sensível para o país, onde o Governo caiu em 2011 por causa do plano de ajuda a Grécia.
O diário eslovaco escreve que um número cada vez maior de empresas (872 em março) usa o Chipre como paraíso fiscal e para lavagem de dinheiro. Uma outra condição do resgate é que o imposto sobre as empresas suba de 10 para 12,5 por cento. Isso significa que a Holanda e Malta poderão tornar-se destinos mais populares do que o Chipre para o dinheiro estrangeiro, segundo a opinião de alguns analistas financeiros.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico