Evasão fiscal

“Juncker: ‘Não sou amigo do grande capital’”

Publicado em 13 Novembro 2014 às 16:33

Cover

Após um período de silêncio de sete dias, Jean-Claude Juncker pronunciou-se finalmente sobre o caso “Luxembourg Leaks”, informa o Le Soir. O presidente da Comissão Europeia reconheceu que era “politicamente responsável pelo que aconteceu no passado no Luxemburgo”. Ao mesmo tempo, realçou que já não haverá exceção luxemburguesa e que as grandes empresas também deverão contribuir para o esforço coletivo.
O diário saúda esta iniciativa, porque, apesar dos erros de comunicação do antigo primeiro-ministro do Luxemburgo, que demorou a pronunciar-se relativamente a este assunto, este “corrigiu imediatamente a mão” e “respondeu de forma formidável ontem”. O Le Soir precisa que

a um presidente que parecia fugir da imprensa, mas sobretudo das suas responsabilidades – um ato suicida no início de um mandato crucial para a Europa –, sucedeu o presidente esperado: determinado, lúcido, direto, que age de forma a que toda a gente encare as suas responsabilidades.

Newsletter em português

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico