“Juncker sai em socorro de Krecke”

Publicado em 4 Setembro 2013 às 10:47

Cover

O primeiro-ministro luxemburguês Jean-Claude Juncker desmentiu, a 3 de setembro, as acusações de que o seu antigo ministro da Economia, Jeannot Krecke, terá participado num tráfico que permitiu financiar o programa nuclear iraniano.

Le Quotidien explica que “o Nuqudy, que se apresenta como um sítio de Internet especializado na atualidade económica do Médio Oriente”, acusa Krecke e um antigo alto funcionário do seu ministério de ter “coberto e de se ter aproveitado de um tráfico de cigarros com o Irão”. A mercadoria teria servido para financiar empresas iranianas na Europa “cujo objetivo era adquirir tecnologia e componentes para o programa nuclear militar de Teerão”.

O Nuqudy, sobre o qual Le Quotidien diz ser

Newsletter em português

impossível saber quem é o editor, apresenta o Grã-Ducado como um país onde reina a corrupção e o nepotismo.

Afirmações que Jean-Claude Juncker apelida de difamatórias.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico