Maastricht contra a droga

Publicado em 18 Agosto 2010 às 11:03

Cover

Maastricht, a cidade holandesa que se tornou o símbolo da Europa de fronteiras abertas, poderá estar prestes a começar a fechá-las de novo, depois de ter ganho a primeira etapa da batalha legal com vista a impedir a venda de canábis a estrangeiros, nos cafés licenciados para tal. Todos os dias, milhares de "turistas da droga" afluem àquela bela cidade fronteiriça, relata o International Herald Tribune. Preocupadas com o aumento da criminalidade, as autoridades locais recorreram ao Tribunal Europeu de Justiça para restringir as vendas às pessoas que vivem na Holanda. Entretanto, a Alemanha tenciona legalizar o "canábis mediante receita médica", diz, em título, o Tageszeitung. Medicamentos à base de canábis serão receitados para alívio da dor a doentes com cancro e pessoas com esclerose múltipla, adianta o jornal.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico