“O bairro dos pintores volta a ser estigmatizado”

Publicado em 23 Maio 2013 às 12:12

Cover

Adri Duivesteijn, senador trabalhista e morador no bairro popular de Schilderswijk, em Haia, lamenta a estigmatização do seu bairro, depois de o Trouw ter publicado um inquérito que revela que este se transformou numa zona predominantemente salafita.

Numa entrevista a este jornal, Duivesteijn rebate as preocupações dos holandeses quanto às proibições que os muçulmanos ortodoxos impuseram em algumas ruas do bairro, como a proibição do tabaco e das saias curtas:

Os holandeses ainda não chegaram à fase de reconhecimento de que a sociedade mudou muito. Continua a não ser aceite que a sociedade seja colorida. A partir do momento em que haja uma cultura dominante, num determinado bairro, este desenvolve naturalmente os seus próprios hábitos.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico