Costa do Marfim

Paris empurra Gbagbo para a saída

Publicado em 12 Abril 2011 às 10:35

Cover

“Gbagbo deposto, uma vitória para a França e para a ONU”, congratula-se [Le Figaro](http://www.lefigaro.fr/), no dia seguinte à detenção do presidente da Costa do Marfim, expulso pelos soldados fiéis ao seu sucessor, Alassane Ouattara, reconhecido pela comunidade internacional e apoiado pela força militar da França, o antigo país colonizador. Para o diário conservador, quatro meses após a crise, esta queda “transmite ao mundo uma mensagem universal e elementar: aquele que perde as eleições, deve deixar o poder. Esta é uma mensagem que se aplica em primeiro lugar a África e que merece que a França se envolva sem reservas, no sentido de apoiar um compromisso internacional unânime”.

O Libération, destaca, por seu lado, “a estratégia arriscada de Sarkozy, o africano”, que “ se arrisca a ser acusado de recuperar as velhas práticas intervencionistas da França-África” embora, comenta o Libération, “nada fazer seria impossível”. “Paris será julgado pelas suas relações com o novo regime, mesmo que os partidários de Alassante Ouattara sejam acusados em investigações como a da Human Rights Watch, de massacres e de limpezas étnicas”, assegura ao jornal um especialista em África e no Médio Oriente.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico